Como funciona o processo de captação em um projeto de Crowdinvesting

O modelo de crowdinvesting tem como objetivo colocar em contato pessoas que têm ideias de negócios legais com outras pessoas que queiram apoiar essas ideias. No crowdinvesting, assim como em outros modelos de financiamento coletivo, a arrecadação de fundos depende de três participantes: o realizador do projeto, que precisa de recursos para tirar a ideia de negócio do papel, os apoiadores, que são os indivíduos que destinam recursos ao projeto, e a plataforma que reúne as partes e possibilita o contato entre os realizadores e os apoiadores.

Nesse modelo, não fica muita dúvida sobre o papel dos apoiadores, esses devem acessar o site, escolher o projeto que desejam apoiar, alocar os recursos e pronto! Entretanto, por outro lado, pode não ficar claro o que um realizador deve fazer para que a captação para o seu projeto seja feita com sucesso.

Para que um projeto de negócio vá ao ar para captação através da plataforma, o realizador do projeto precisa enviar as informações sobre o negócio proposto, incluindo a descrição do negócio e o planejamento financeiro do mesmo. Além disso, o realizador deve esclarecer as eventuais dúvidas que surjam quando a equipe da Crowdinvesting Brasil avaliar o seu projeto e, no caso de projeto aprovado para captação, revisar e acordar sobre os detalhes da captação: qual será o objetivo de captação, qual será o valor da quota de investimento, quais serão as recompensas não monetárias para os apoiadores do projeto e quanto do faturamento será concedido à cada quota de investimento.

Esse é o papel do realizador até a definição do projeto que irá ao ar para captação, mas ele não termina aí. Nesse ponto, o realizado do projeto precisa arregaçar as mangas, porque aí é que começa o trabalho de verdade

Segundo estudos realizados, aproximadamente 80% dos apoios de um projeto vêm da rede de contatos do próprio realizador. Também é fato conhecido que as pessoas têm mais facilidade de contribuir com projetos de pessoas que conhecem ou se identificam. Além disso, mesmo os apoiadores trazidos pela plataforma têm uma chance bem maior de apoiar o projeto se o mesmo já tiver recebido a contribuição de outros apoiadores.

Assim, no momento que o projeto for aprovado e definido para captação, o realizador precisa mapear a sua rede de contatos para compreender quem são os seus apoiadores, assim como entender como chegar até eles. Você pode perguntar: “mas se o realizador precisa trabalhar para a captação de apoios, porque então colocar o projeto para captar através da Crowdinvesting Brasil?”. Simples, porque a Crowdinvesting formaliza o processo de captação.

Com um exemplo prático, pense nessas duas situações:

1) O realizador liga para os seus amigos e familiares e diz: “Deixa eu te contar, estou com um projeto de captação na Crowdinvesting Brasil para o lançamento do meu livro, se você puder apoiar vou ficar feliz e você pode ganhar um exemplar do livro ou mesmo participação nas vendas do livro.” 2) O realizador liga para os seus amigos e familiares e diz: “Estou querendo publicar o
meu livro, pode depositar um dinheiro na minha conta para me ajudar?” É bem diferente, não é mesmo?

Além disso, no momento que o projeto vai para o ar, a Crowdinvesting começa também um trabalho de divulgação do projeto através de ferramentas de marketing digital, de forma a trazer apoiadores da nossa rede de contatos para o projeto.

E a Crowdinvesting disponibiliza também materiais para auxiliar o realizador a exercer o seu papel. Assim que a captação do projeto é definida, a plataforma fornece para o realizador uma ferramenta para o mapeamento da sua rede de contatos, para ajudar na identificação dos apoiadores e das suas características. Posteriormente, o realizador recebe também um material explicando onde e como divulgar a captação do seu projeto.

Assim, a Crowdinvesting fornece os meios para a captação do projeto, mas uma captação de sucesso precisa também da dedicação e trabalho do seu realizador.

Write a comment